segunda-feira, setembro 09, 2013

Um novo amigo

Um dia passei quase rente à janela que estava aberta. Ele estava debruçado no alto parapeito, olhei-o nos olhos, sorri  e dei-lhe os bons dias, respondeu-me também com um sorriso, a voz firme e um delicado inclinar da cabeça encimada por farta cabeleira branca.
A cena passou a repetir-se diariamente, com uma variante.
Quando a janela está fechada, apenas se lhe vê a cabeça até aos olhos...é uma daquelas janelas onde foi colado um material translúcido até determinada altura para não se ver para dentro quando o cortinado está aberto. Nessas ocasiões ele levanta a cabeça quando passo e erguemos o braço ao mesmo tempo numa amistosa saudação.
Hoje a cabeça estava de tal forma inclinada que, quando passei a empurrar o carrinho do meu neto a caminho da creche, o nosso olhar não se cruzou.
Virei-me para trás numa última tentativa de contacto. Ele estava de pé e acenava energicamente na minha direcção, ostentando um largo sorriso. Correspondi ao cumprimento!
E agora é assim.
Comunicamos por um breve bom dia, por sorrisos, por olhares e por gestos esfuziantes, nada protocolares.
Viva! - como diria o meu neto - tenho um novo amigo! 
Não sou de me gabar mas penso que também comecei a fazer parte da sua vida...

19 comentários:

Tétisq disse...

E, é bom fazer amigos :)

marina disse...

É isso que sinto por aqui...
E é tão tranquilizador!
Um beijinho

Teté disse...

Um amigo felino, presumo... :)))

E é bom ter novos amigos!

Abraço

ematejoca disse...

Um amigo felino?

Os gatos não sorriem!

Um amigo em cada esquina, são amigos demais, mas um amigo que nos espera à janela, é sempre muito bom.

Flor de Jasmim disse...

Coisas tão simples, as atenções para com os outros parece coisa pouca, mas com significado e,são algumas as vezes que se esquecemos
mesmo sem intenção.
São gestos a que dou imens valor.
Boa semana Rosa.

beijinho e uma flor


luisa disse...

Um sorriso, um olhar, um aceno. Simplicidade. Boa vizinhança. :)

Rui Pascoal disse...

Um sorriso pode fazer toda a diferença... verdade?

Anónimo disse...

Pois passamos, sem quase perceber como, com um aceno, uma imagem, a fazer parte da vida de alguns. Umna janela, aqui ou ali onde tu passas com o teu neto.
Assim o que temos escrito e espreitado.
Temos amigos comuns, um dia até nos poderemos ver sem contar, coisa simples como uma janela de oportunidade (como se diz!). Entretanto, ficamos felizes e mais sábias de saber, coisas, netos, alegrias, indignações, passeios, sustos.
Beijinho da bettips

Graça Sampaio disse...

Que bom para ambos!...

Beijinho

Duarte disse...

Excelente narração. Gosto.
Fizeste-me recordar algo que escrevi então...

O SORRISO

Sorrir não custa nada,
Mas dá muito!
Enriquece ao que o recebe,
Sem empobrecer ao que o dá.

O sorriso não pode ser
Comprado, mendigado,
Emprestado ou roubado,
Deve ser dado com amor.

Dá, e não olhes a quem,
Já que ninguém necessita
Tanto dum sorriso,
Como quem não o tem para dar.

Janeiro de 1991

Abraços

Luis Eme disse...

boa.:)

abraço Rosa

Dalma disse...

RV, quanto esse seu gesto iluminará a vida desse alguém que está para lá da janela! Quem sabe se esse pequeno gesto não faz já parte da rotina diária desse alguém!?
Coisa tão pouca que pode trazer um pouco de felicidade...

Ritinha disse...

Bom quando nossos olhos conseguem enxergar a amizade e senti-la dentro do coração.
Bom demais!!!
Amigos são sempre bom ter.
bjs
Ritinha

São disse...

Que a amizade dure por muitos e felizes anos.

Boa semana

quem és, que fazes aqui? disse...


São sãs estas amizades. Espontâneas e que dão um aconchego à manhã.

Beijo

Laura

Rui Espírito Santo disse...

Curioso, Rosa ! Quase uma amizade virtual, mas visível e não de perto, sem troca de palavras !
Saberás tu o quanto ele apreciará esse teu acenar de mão para ele ? Certamente, muito mais do que possamos imaginar !
Estes tipos de solidão, se é que o são merecem todo o nosso respeito e enternecimento !
Já pensaste, parar, um dia e trocar algumas palavras ? ... Quem sabe o que isso poderia representar para esse, certamente, velhinho e incapacitado ?! :))
Palpita-me que o vais fazer um dia destes (antes que ele "acabe") ! :))
.

Justine disse...

Com um brilhozinho nos olhos!! Fizeste portanto um amigo - e como, mais ou menos, diz o Sérgio Godinho, coisa mais preciosa no mundo não há!
Abracinho emocionado

Catarina disse...

Parece uma passagem de um livro... : )

AFRODITE disse...


Fiquei completamente enternecida e até emocionada com a tua história.
Ia dizer-te algo semelhante ao que o Rui te escreveu, que com certeza para ele aquele vosso contacto diário valerá imenso pois a solidão é algo terrível mesmo!


Atiro-te um beijinho daqui da minha janela
(^^)