segunda-feira, maio 07, 2012

Valerá a pena celebrar?


Por razões que não vale a pena explicitar estou envolvida num projecto intermunicipal que acaba por me "exigir" outras contribuições.
E foi assim que me vi a organizar um módulo para a Feira da Europa que se irá realizar na sede do meu concelho como o cartaz anuncia, no próximo dia 9.
O tal módulo tem como base "a política no feminino", primeiro título que lhe dei mas que, para estar mais adequado à abrangência da Feira, passou a ter o título de "Igualdade de Género e Cidadania".
Esta tem sido uma das teias onde me enredei mas que, felizmente, amanhã, após a impressão dos vários cartazes do módulo e da sua afixação - um grão de areia em todo o programa das "festas"- ficará para trás!
Mas valerá a pena celebrar uma União Europeia fragilizada, acossada por políticas neo-liberais, mercados e  e agências de rating que só nos têm trazido austeridade, empobrecimento, desemprego e até, por isso mesmo, o ressurgimento de ideologias neo-nazis como vemos na Grécia?
A vitória de François Hollande é um sinal de esperança, mas será suficientemente forte para enfrentar a Senhora Merkel e "Companhia" de forma a que a Europa erga de novo o rosto?
E relembro o primeiro poema da "Mensagem" de Fernando Pessoa:

A Europa jaz, posta nos cotovelos:
De Oriente a Ocidente jaz, fitando,
E toldam-lhe românticos cabelos
Olhos gregos, lembrando.


O cotovelo esquerdo é recuado;
O direito é em ângulo disposto.
Aquele diz Itália onde é pousado;
Este diz Inglaterra onde, afastado,
A mão sustenta, em que se apoia o rosto.


Fita, com olhar esfíngico e fatal, 
O Ocidente, futuro do passado.


O rosto com que fita é Portugal.

28 comentários:

Rogério Pereira disse...

"Mas valerá a pena celebrar uma União Europeia fragilizada, acossada por políticas neo-liberais, mercados e e agências de rating que só nos têm trazido austeridade, empobrecimento, desemprego e até, por isso mesmo, o ressurgimento de ideologias neo-nazis como vemos na Grécia?"

Com pergunta tão bem formulada,
a resposta...
... está lá (implicitamente)dada

São disse...

Mas existe realmente uma União Europeia, Rosa?!

Preocuparam-se só com a moeda e nada mais, fazendo á pressa uma manta de retalhos mal alinhavada ...

Boa semana, com votos de grnde sucesso para o seu trabalho

Dalma disse...

R.V. Há muito tempo (mas não sei onde o guardei!)recebi um mapa da Europa propositadamente deformado onde podíamos visualizar exactamente o poema de FP. Era mesmo muito interessante! Se alguém que a lê o tiver era interessante que lho mandassem...

folha seca disse...

Cara Rosa
De facto embora tenha sido sempre um euroceptico, acho que há gente sã na Europa suficiente para dar a volta a isto. Penso eu.
Abraço
Rodrigo

Jardineiro do Rei disse...

Eis a questão...
Que Europa é esta?
Do sonho à realidade actual vai um mar imenso de distância. De uma Europa solidária, dos cidadãos, motor da igualdade de oportunidades entre as pessoas, em que o fosso entre os muito ricos e os muito pobres se esbatesse e o mundo em que vivemos, em que campeia a corrupção, o compadrio, a pobreza, a miséria social. Uma Europa dominada por grupos de interesses, pelo grande capital... Vai um mundo de diferença...

Um abraço

joão

Tite disse...

Acho que este nó, depois destes novos dados conhecidos, terá tendência para se desatar a bem se os Franceses não fizerem demasiadas cedências à Merkl ou a mal se o Gregos extremarem ainda mais as suas posições.

E cá estamos nós como já antevia PF.

Beijarocas

Tite disse...

RV,

Voltei para dizer que acho o arranjo gráfico do poster de muito bom gosto na conjugação das cores.

Xau!

Flor de Jasmim disse...

Rosa
Está enleada nessa teia, pelo menos que consigas te desenlear com o teu contributo positivo.
Boa sorte.

Beijinho e uma flor

Isa GT disse...

Nem sei que te diga... num dia não, como hoje... digamos que já peguei o mau hábito de procurar gatos escondidos em todo o tipo de eventos... e celebrar uma União que está cada vez mais desunida... e fazer uma Festa? suponho que perguntava logo... quem vai pagar a festa lol
Passei a ser muito... desconfiada ;)))suponho que depois de muitas perguntas... a mim, até me desconvidavam ;)

Bjos

Rui Pascoal disse...

Inquestionável... o poeta.

Graça Sampaio disse...

Lindo o poema! Um génio este nosso Fernando Pessoa! Espero sinceramente que corra tudo muito bem. Aqui para nós, só tenho pena de não ir participar na atividade das 12.00 horas...

Beijinhos europeus.

mlu disse...

Sempre grande, Fernando Pessoa!
A Europa está complicada mas eu acho que vale a pena celebrá-la, quanto mais não seja, para ver se acorda e toma consciência do buraco, antes de cair de vez lá dentro.
Sucesso para a feira, cuja realização desconhecia! Tenho andado um bocado na lua!:((

Um abraço

redonda disse...

Penso que poderemos celebrar com a esperança de que a ideia da União Europeia um dia se realize plenamente e que apesar de tudo estejamos a caminhar para aí...
um beijinho

Catarina disse...

Se uma iniciativa vier por bem, deverá ser aplaudida assim como todos os que foram os seus impulsionadores e colaboradores.
Deverei explicar que este termo – colaboradores - ainda deverá ser entendido com o seu significado original e não como “funcionários”! : ).

As lamentações não levam a lado nenhum. Acredito, e sempre acreditei, que se cada um de nós fizer a sua parte para o bem geral da comunidade, seremos, eventualmente, bem sucedidos e viveremos numa sociedade melhor.
Congratulo-te pela tua participação neste evento. I am proud of you! : ))))

www.amsk.org.br disse...

Fazer alguma coisa sempre vale a pena e ainda mais nessa área, gênero e cidadania. Nunca sabemos qual o multiplicador que nascerá ou onde esse grão pode descansar.
Mas sabemos que será dito e mostrado.

Que esse gão de areia se torne uma duna, firme e generosa.
Parabéns e felicidades.

bjs nossos

Luis Eme disse...

a Europa sempre foi madrasta para nós, Rosa.

desta vez pensámos que iria ser diferente, mas só foi diferente para meia dúzia de pessoas...

abraço

Anónimo disse...

«Tudo vale a pena se a Alma não é pequena» e a tua Alma é bem guerreira.
Kinkas

Rosa dos Ventos disse...

Caros amigos

No Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações, esta é uma realização conjunto do Município de Ourém, da Europe Direct, da Escola Superior de Gestão e Tecnologia de Santarém (IPS) e do Instituto Português do Desporto e da Juventude.
Os custos são baixos e repartidos!
Eu, por exemplo, não recebo nada! :-))

Abraço

Nota: Foi uma espécie de adenda, para melhor informação, uma vez que no cartaz não se conseguem decifrar bem as entidades envolvidas.

Observador disse...

A 'volta' há-de ser dada.
Só não se sabe quando, por quem e como.

É urgente rever ideias e situações.

Saudações deste lado do vento.
:)

Rosa dos Ventos disse...

E no meio de todo este trabalho e preocupação, é que o módulo ainda não está montado, nem sequer estou cá amanhã!
É dia de mais uma revisão cardíaca no HSM e aproveito para ir à Feira do Livro!
Afinal acabo por ir a uma bela Feira também!

Abraço

Tite disse...

Amiga,

Isso é que é um verdadeiro 2 em 1.
A feira do livro, dizem, está muito convidativa ao consumo (a tarde está espectacular segundo uma amiga de Lisboa) e a revisão vai mostrar que tudo está em condições para descanso das duas almas queridas.

Viva a Feira e o casal de namorados!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Amanhã também farei essa pergunta e não deixarei de sugerir um espectáculo à noite na Aula Magna, mas a minha resposta é inequívoca. Não vale a pena celebrar uma boa ideia que foi enterrada.

trepadeira disse...

Continuando com Pessoa "tudo vale a pena".
A Europa,como um todo,existe?

O francês acho que só ladra.

Os gregos,esses,parecem dar alguma esperança.

Que a revisão seja de rotina e para confirmar boas notícias.

Um abraço,
mário

Justine disse...

Vale a pena estar dentro destes programas e tentar transformá-los em algo de actuante, de diferente, de responsável.
Sei que foi isso que fizeste!
Um abraço forte (e obrigada pelo carinho)

Lídia Borges disse...

A Europa terá de ser tão só os Rostos, as Pessoas e não a subjugação destas ao capital e seus números abstractos de uma aritmética duvidosa.

Muito interessante!

Beijo

maria mar disse...

Olá amiga,desconhecia este evento mas, de quqlquer forma não poderia ir. Espero que tenha decorrido com sucesso, pois vale sempre a pena lutarmos pelos nossos sonhos, o mesmo será dizer por esta velha Europa, que se tem revelado mais favorável para uns que para outros.
E tu, como estás? que te disseram os observadores de "máquinas"?
Grande beijinho

Rosa dos Ventos disse...

Não estive nesta Feira mas chegaram-me os ecos!
Correu bem, as pessoas mostraram um grande interesse quer pela parte dos expositores das várias entidades envolvidas, quer pelas actividades propostas.
O que foi mostrado e visto foi mesmo isso, Rostos, Pessoas, como diz Lídia Borges!
Se valeu a pena?
Uns dizem que sim...outros que não!
Por enquanto podemos dar a nossa opinião sem medos!

Abraço

Cont(R)a Corrente disse...

Dentro em breve, vou restringir o meu blogue a convidados, pelo que peço aos meus seguidores habituais que me enviem para o seguinte endereço rjcr61@gmail.com o vosso e-mail, para que vos possa inserir na lista de convidados/leitores. De seguida, confirmarei convosco, através dos vossos blogues, se o e-mail que me enviaram é efetivamente o vosso. Os motivos são pessoais, pelo que peço que entendam.


Obrigado