segunda-feira, agosto 08, 2011

Escapadela III - Marvão


Onde pernoitámos!


A entrada da vila vista da Casa da Silveirinha.


A casa do lado




Entrada do Castelo e ao fundo a Igreja onde funciona o Museu!



Vista da janela do quarto onde dormimos.


Rua florida como todas as outras.



Pormenor de argola para prender os animais.


A muralha ao entardecer...


Uma abelha num girassol do Jardim Municipal...


A ingenuidade popular num azulejo à entrada do Posto de Turismo.

Nota: Já tinha visitado Marvão várias vezes mas nunca lá tinha dormido nem tinha assistido ao pôr do sol!
               De resto a mesma beleza de sempre e de novo poder ver pássaros a voar abaixo de mim!

32 comentários:

Luis Eme disse...

já há uns bons anos que não posso por esse lugar maravilhoso, mais rústico e simples que Óbidos, mas não menos belo.

abraço Rosa

Catarina disse...

Esta foi uma das tuas viagens ou escapadelas que mais me tocou. Porquê? Porque há anos e anos que quero visitar Marvão e não tenho tido oportunidade... “não fica a caminho” . Tal como estou curiosa em conhecer o Fundão. Devo acrescentar que estou impressionadíssima com as tuas fotos. Um abraço forte.

sendyourlove disse...

Lindo passeio...
Ser um pouco ingénuo é preciso... para saborear melhor a vida.

Flor de Jasmim disse...

Rosa
Escapadela bem escolhida, pois Marvão é lindo, só lá fui uma vez mas gostei imenso. As imagens são divinas.
Beijinho boas escapadelas

São disse...

Também nunca dormi em Marvão, mas gosto imenso daquele ninho de águia!

Obrigada pela partilha de fotos assim bonitas.

Rui Pascoal disse...

Eu praticamente não saio daqui.
:(
Que inveja! E não é só pelas fotos.
Quando a minha mulher se reformar... não tenho culpa dela ter nascido depois de mim.
:)

carol disse...

Linda a vila de Marvão! E as fotos também estão muito bonitas.

Boas escapadelas!
Beijinhos

Justine disse...

Encantadoras, estas cidades antigas, bem cuidadas e amadas! Têm um ambiente especial,que a tua reportagem nos transmite!

Campista selvagem disse...

Calmo e belo, é na verdade um dos lucais a não perder, conheço bastante bem, no entanto ainda este Agosto pretendo lá voltar, na ida ou na volta da festa do povo em Campo Maior.

Dalma disse...

E o Areeiro, está logo ali ao lado, teria sido bem vinda!

Rui da Bica disse...

Dormi em Castelo de Vide. Marvão é fantástico e vocês ficaram com umas "vistas" lindíssimas !
.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Já há muito tempo que não vou a Marvão, localidade que adoro. A última vez foi num S. Martinho, ( em 2009 ou 2008) e fartei-me de comer castanhas na praça, onde estavam a ser distribuídas gratuitamente por uma associação.

Manuela disse...

Querida Rosa, eu Marvão só conheço de visita. Geralmente fico sempre em Castelo de Vide. Continuas aqui, com umas belíssimas fotografias. :)

Bartolomeu disse...

A Rosa foi a Marvão
Para ver o pôr-do-sol
A tarde era de Verão
Deu-lhe um beijo o gira-sol

Na casa da Silveirinha
Repousou, viu a planície
Dormiu aconchegadinha
O tempo passou num ápice

Viu o campo, os passarinhos
E as muralhas do castelo
E de volta, pelos caminhos,
Pareceu-lhe o Mundo mais belo.

;)))

Anónimo disse...

Tens de me emprestar o vosso roteiro de viagens ou escapadelas.Cada uma mais linda e proveitosa que outra e... depois com essa capacidade de captar imagens,não há profissional que te bata.
As minhas escapadelas reais resumem-se em ir ao contentor mais próximo,por dever de ofício e depois de muito ranger de dentes.
Entrei na do "lixo"...Kinkas

trepadeira disse...

Foi um miminho voltar a visitar Marvão com repórter tão atenta.

Um abraço,
mário

Pitanga Doce disse...

Ó Rosa olha só a ideia daqui da brasileira: se eu tivesse uma vista dessas na janela do quarto, eu nem dormia...

Beijos ensolarados (lá fora)

JPD disse...

Marvão é lindo.
Qualquer coisa de muito especial.

Bjs

mlu disse...

Marvão e a sua paz! É lindo! E as fotografias? Um espanto! Eu preciso é de fazer um cursozito qq. para me entender melhor com a minha "maquineta"...

Parece que começou agora e, então... bom Verão!

Manuela disse...

Rosinha, estiveste em Setembro passado, em Esposende, no Suave Mar?

Carlos Sameiro disse...

Boa tarde

Bonitas fotografias,excelente trabalho.
Já tive a oportunidade de visitar Marvão,linda Vila.

Aquele abraço
Carlos Sameiro

Rosa dos Ventos disse...

Pitanguinha
Também eu gostaria de poder olhar uma paisagem destas quando me levanto! Mas qual quê?
A urbanização excessiva em altura veio tirar-me a visão da serra que havia quando comprámos a casa há que séculos!

Abraço

Rosa dos Ventos disse...

Caro Bartô

Obrigada pelos lindos versos!
Esmeraste-te! :-))

Abraço

Rosa dos Ventos disse...

Querida Kinkas
Parece-me que estás a trabalhar para uma agência de rating...com essa do "lixo" ! :-))

Abraço

Rosa dos Ventos disse...

Agradeço a todos as simpáticas palavras sobre as fotos mas elas apenas reproduziram o real! :-))

Constantino, Guardador de Vacas disse...

Muito bonitas as fotos. Há muitos anos que não vou a Marvão, mas já está próximo :)

O caçador de brumas disse...

Quando estive três anos em Portalegre ia lá muitas vezes. É, de facto, um lugar muitissimo belo onde se vêm as águias de costas!
À entrada da vila, junto à porta da muralha, do lado esquerdo,julgo ainda existir a casa do senhor Marcelino, o antigo carteiro; se lá voltares e a casa estiver aberta é, na minha opinião, o lugar onde melhor se comia em Marvão!
Para ti,além da minha amizade, vai este meu abraço agora bem tostado pelo sol do Algarve.
js

Manuela disse...

Querida Rosa, pois estivemos no mesmo hotel, na mesma altura! Aposto que tomámos o pequeno-almoço, juntas! ;)

Rosa dos Ventos disse...

Se calhar, Manuela! :-))

Rosa dos Ventos disse...

Caríssimo JS

O tal espaço, à direita, quando se entra, estava em remodelação!
Quanto ao teu bronzeado, queres mesmo ser invejado mas eu também não estou "branquinha" de todo, além de uma estadia no sul de Espanha e uns curtos dias na Nazaré, o sol deste planalto serrano dá um tom tostadinho muito especial :-))

Abraço

João Raposo disse...

Pois roam-se de inveja, porque foi por lá que eu nasci.
Se lá voltarem, aproveitem para descer (a pé) para a Portagem pela calçada medieval.
Boas escapadelas.

Anónimo disse...

Encanto!!! Já não vou lá há uns anos.
Tenciono "passar" a fronteira do Outono pelo Alentejo.
Que saudades tenho, do alto, do baixo, do médio. Terras do sem fim...
Bjinho da bettips