sexta-feira, fevereiro 20, 2009

Desabafo

Apetece-me Abril!

22 comentários:

Maria disse...

A mim também... tanto...

Um abraço

Átila disse...

A quem não apetecerá ???? Até faço anos nesse mês ...

Patti disse...

Já faltou mais.

Justine disse...

Calma, já lá chegamos! E enquanto esperamos, é só pegar nos poetas e eles ajudam-nos a desabafar!
Beijo

sendyourlove disse...

...Precisávamos mesmo de uma reviravolta... com ou sem alusão primaveril e campestre... no meu mês ou noutro qualquer... mas com a mesma rectidão de conduta...
Gosto dos seus cravos!

goiaba disse...

E às vezes parece estar tão longe!
Sobretudo porque a esperança era muita.
Abraço

Maria P. disse...

É um desabafo que partilho...:)

Beijinho*

Pitanga Doce disse...

Os cravos são tão lindos! Será que foi só o que restou??????

ZIA disse...

Tanto! Apetece tanto ter Abril de volta pela primavera, pelos cravos, por acreditar na mudança, na esperança que se renova em cada novo Abril!
um abraço
MAR

legivel disse...

... e apetece-te bem e a quem não apetece. Para mim, parece que foi ontem... e não foi. Quem sabe se, até por isso (pela voragem do tempo) o tempo passou por mim mais depressa que antes. Que era uma monotonia pegada de tal modo que -espantemo-nos! até já havia cravos, mas sem a emoção que o cravo viria a ter. A propósito, posso tirar-te um?

sorrisos.

Luis Eme disse...

também me apetece um Abril.

um Abril sem a corja de oportunistas que se metem à espreita de qualquer revolução e deitam tudo a perder... como tem acontecido nos últimos trinta anos.

abraço Rosa

Rosa dos Ventos disse...

Realmente Abril é preciso em todos os sentidos!
Quantos aos cravos, Legível, podes levar quantos quiseres. :-))

Abraço

tinta permanente disse...

Como apetece!...
Há já qualquer coisa de sofreguidão na alma!...

abraços!

Arabica disse...

Olhemos o Abril que aí vem, ainda ao longe...

dona tela disse...

Já falta pouco, Dona Rosa.

Muitos cumprimentos.

pin gente disse...

apetece-me o dia em que ele não nos faça tanta falta... o dia em que sintamos todos os dias.

beijo

Pitanga Doce disse...

Há muitos anos atrás ensinei a uma cunhada muito querida a bordar em ponto cruz um quadro idêntico a este jarro. Era assim em azul colonial e com cravos, mas nem todos vermelhos. Ela ainda o tem na parede da sala de tv.

Lembranças...
boa tarde Rosa

Isabel Branco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Isabel Branco disse...

Enganei-me no post mas também me apetece Abril...que tantas saudades dum grande amor me traz...

Beijinhos

do zambujal disse...

Apetece?! Ah pois apetece. Tanto!
Mas... "... esperar não é saber/quem sabe faz a hora/não espera acontecer" (é assim?)

Saudades/ções

Rui Caetano disse...

Um vermelho vibrante e uma frase simples, todavia tão profunda. A mim também.

Teresa disse...

...e cravos vermelhos aos molhos...
Abraço