quinta-feira, fevereiro 12, 2009

Contratempos e não só

Eu sei Minhadona (isto é para não pagar direitos de autor ao Mounty) que tens tido pequenos azares, não vale a pena falar dos grandes, mas com este sol é melhor esqueceres que:
Partiste o espelho retrovisor numa manobra em que pensavas que estavas a ser ajudada por três homens que, além de não ajudarem, no fim ainda se riram...
Foste mandada parar pela GNR e tu, que te consideras uma cidadã cumpridora, não tinhas o documento comprovativo do pagamento às Finanças do imposto automóvel. Viraste o carro de pernas para o ar e nada...O Sr. Agente lá te mandou embora com a recomendação de ires às Finanças regularizar a situação...
Como precisavas de meter gasolina, abasteceste-te e chegaste a casa pronta para iniciares as lamúrias por causa do tal documento e, num assomo de lucidez, bateste com a mão na testa e exclamaste:
- Esqueci-me de pagar a gasolina!
- Por este caminhar ainda hoje vais dormir à prisão! - ria-se o teu atento ouvinte, que se considera meu dono, mas não é.
Lá arrancaste para o posto de abastecimento e a menina já estava a iniciar o processo de queixa que não sei para onde seguiria, talvez para a Judiciária...
Com tudo resolvido, quer dizer, a gasolina paga, porque o retrovisor ainda não chegou para ser colocado e só amanhã é que vais às Finanças, aproveitas o meu conselho e "ala que se faz tarde"...
Meteram-se os dois no carro do tal que se considera meu dono e foram dar uma volta.

Em frente ao polje de Minde, a Mata como lhe chamam os indígenas e a Minhadona é minderica, ela pode encher os olhos de água, mas de uma água diferente daquela que lhe escorre pelo rosto e que eu vejo demasiadas vezes...


Depois paragem obrigatória na Pia do Urso, com as suas casinhas reconstruídas em pedra e umas janelas lindas, por onde a Minhadona espreita muitas vezes (ela é um bocado curiosa).


Mais uma foto desta cerca que ela acha o máximo e no fim de tudo isto ainda traz para casa uma enorme couve de repolho, oferta de um amigo proprietário de uma das casas e de alguns quintais.
"Ela" adora ofertas deste tipo, desconfio mesmo que se faz "ao piso"...Vai gabando as couves, as abóboras, as nabiças e nunca vem de lá com as mãos a abanar.
Penso que regressou já esquecida dos tais contratempos relatados no início.
Pudera! Com um dia de sol como o de ontem e que se mantém hoje...


25 comentários:

tinta permanente disse...

Uf!... Valha-nos ao menos que, pelo optimismo da alma, sobra lá atrás, no porta-bagagens um chapéu por cause deste traiçoeiro sol primaveril. E vamos ao passeio...~

abraços!

Eyes wide open disse...

:) Eu sempre achei que o senhor Mounty tinha por aqui concorrência à altura...

Rodrigo "Perdido" disse...

A armar em covanita? A agadanhar a das corridas para o teu Vaz Neto, ainda te mandam ao Jan Coelho e do Dragão vais parar direitinha à do Gago e ficas por lá uns quadrazais. Espero que o teu sequeiro não se fique a fazer de panal e te meta algum juízo na caturra.

Maria disse...

Mais um gato falante...
E uma porta linda com janela e cortina... :)

Um abraço

Rosa dos Ventos disse...

Com que então o Perdido penetra na piação dos xarales do Ninhou?
Embora um dos meus tios tenha feito um pequeno dicionário sobre a nossa piação sou uma covana didi nessa arte!
Continuo a não encontrar o local onde comentar-te...
É a tal coisa...sou mesmo didi! :-))


Abraço que não fique perdido

legivel disse...

... depois daquela parte inicial em que qualquer cidadão "deve ser avisado atempadamente quando a Tuadona sai de casa" fiquei literalmente "perdido" no inominável vocabulário agri-cultórico do diálogo entra ela e o senhor Joaquim Rodrigo do sítio do Sol na Eira e Chuva no Nabal. Já de gabar o produto da vizinhança a ver se lhe calha alguma coisinha, não me espanta. Não é por acaso que a história da Sopa de Pedra é uma das obras mais lidas pelos portugueses.

PS: Por acaso és primo do Mounty? Ou isso é um novo estilo literário?


abraço e sorrisos.

Anónimo disse...

Olha lá meu amigo felino,será que donatua levava postos uns tais óculos que ela deixou em casa amiga e lhe foram devolvidos por ela após várias tentativas de contacto e que afinal não eram os certos,mas os do marido da dita amiga?Com amigas destas pode ficar-se com o miolo mole...Kincas

Pitanga Doce disse...

Rosa dos Ventos, tu e a Justine ganhavam um dinheirão se formassem uma dupla sertaneja com esses dois felinos. Falta decidir quem faria a primeira voz!

Quanto ao resultado do passeio, não era esse o propósito? Esquecer todas as "mancadas" do dia? hhehehe

boa noite, Rosa

sendyourlove disse...

Valeram os azares para aproveitares melhor o passeio, a companhia, e a oferta...

Rodrigo "Perdido" disse...

É fácil: vai a http://lugarmonos.blogspot.com/
e (1ª alternativa) clica no título do "post" ou (2ª alternativa) nos endereços mencionados no "post" que te enviam para outros "posts" da semana e estes têm lá o "coisinho" de comentar.

O Lugar dos Monos é um blogue com oito páginas, como um jornal. Seleccionas o que queres ler e tens todas as indicações e endereços que precisas na primeira página.

Tenho outro blogue sobre azulejos que é o Mercado Municipal de Santarém. Está aberto a comentários sobre cada painel.

Desculpa-me fazer publicidade no teu blogue.

Beijos

Arabica disse...

Rosa,


nada como uma couve repolho e um passeio ao sol, para as contrariedades sumirem rua abaixo :))


Abraço, já de regresso :)

Portaria ILEGAL disse...

Convido o autor deste blog assim como os seus leitores a verem o anúncio que coloquei no blog: http://portaria-59.blogspot.com/
que levanta sérias duvidas acerca do caso BPN.
Cumprimentos e obrigado

Bartolomeu disse...

Chega aqui a orelha gatinha linda, para te dizer um segredo...
Essa Tuadona é muito espertinha, primeiro tenta enganar o bófia, depois a mocinha da gasolineira, depois, à pala de queixumes, convenceu aquele que se julga teu dono, mas não é (pfhhh como se uma gata admitisse ter donos) a leva-la num passeio de a-ver-o-sol, por fim deu a tanga a um pobre agricultor e lá lhe conseguiu sacar uma couvinha das boas, das biológicas... se não fossem as belíssimas fotos, denunciáva-mo-la às óteridades, nachas, miáua?!

Vieira Calado disse...

E provavelmente amanhã, o mesmo sol!
Já não era sem tempo...

Cumprimentos

Mounty disse...

Oh minha felina coscuvilheira, então a contar a vida da Tuadona??
Eu nunca faço coisas dessas, sou um gato recatado e muito discreto...
Vamos a um rato, nós os dois, um dia destes?? É que estás linda, menina aí à janela:))
Marradinhas amistosas

tsiwari disse...

Isto é que vai uma vida airada...


... que inveja! ;(


***

Aldeia da Reigada disse...

Obrigada pela visita e pelo simpático comentário. Volte sempre :)

PS: Pena que essa cerca e essa porta não se multipliquem pelas aldeias de Portugal...

Rodrigo "Perdido" disse...

Tens um "membro da equipa" (não é assim que dizem nos perfis?) que colabora contigo nos postanços e que eu não consigo identificar. Bem basta o malcriado do Mounty, que eu não sei de onde veio esse pulguento, que se atreveu a chamar-me rafeiro.

Já lá vai mês e meio desde que a consulta te correu mal e a tua médica rezingou com tudo e todos. O frio e a chuva parecem ter metido o rabo entre as pernas e as primeiras flores já se puseram para aí a cantar.

Finalmente deste com o meu sítio. Podes lá voltar quando quiseres. Couves não tas vou dar mas tenho aqui imensos grelos de couve galega que andei ontem a apanhar. Serve-te, não te faças rogada. Realmente o teu compagnon... Vá lá, safou-se mais ou menos. Para essas alturas convém ter uma boa cava ou um bom champagne convenientemente enregelado, para derreter o frio.

Prometo não voltar a mindericar para não incomodar alguns dos teus visitantes quesilentos.

Maria P. disse...

Que companhia para o Mounty!:)


Beijinho*

Oris disse...

Realmente, tens razão...que sábio!!!
És mais afoita que eu...quando andei pela Pia do Urso bem me apeteceu espreitar por todas aquelas janelas, ...mas não me atrevi...

Continuação de bons passeios...

;)

Beijitos

ZIA disse...

Outro dia, pela mão da Goiaba descobri que este mundo é mesmo uma aldeia e...lá deixei um post dizendo que também conheço o primo pintor e sou mto amiga de umas primas do pintor. Também recebo, com alguma frequência, umas mensagens em mindrico e lá tento descodificar, já que acho um piadão a esses falares e dialectos. E repito, deve vir daí, destas afinidades a minha simpatia pelas visitas que faço ao se blog, embora a maior parte das vezes não deixe comentário...preguicite crónica!
um abraço,
MAR, das Marquesices

Arabica disse...

Bom...com este sol a manter-se a vida vai ser um mar de rosas ;)


beijos

Patti disse...

Adoro aqueles olhinhos translúcidos, semicerrados ao sol.

pin gente disse...

achei imensa graça (desculpa)... eheh que vais fazer com o repolho?
não julgues que me estou a fazer à partilha!
sabes que o teu mounty tem um amigo que me foi às filhóses? se quiseres saber mais só tens que visitar o banana ou chocolate?(no meu perfil)

um beijo, rosa

Arabica disse...

Miau???


Miau miau????


Ou foram passear com o gato a tiracolo? ;)))


Beijos