domingo, outubro 28, 2007

Impressões do Olhar - I

Embora conheça muito bem S.Pedro de Moel, entrei pela primeira vez na Casa-Museu Afonso Lopes Viera, na quarta-feira passada.
Foi a partir desta janela de uma varanda sobranceira à praia que o poeta encontrou muitos dos motivos inspiradores para os seus versos tão marítimos.
Diz ele num dos seus poemas:

"Onde a terra acaba e o mar começa
é Portugal,
simples pretexto para o litoral,
verde nau que ao mar largo se arremessa."

Essa varanda fechada com largas janelas abertas para o mar é um espaço belíssimo cheio de objectos pessoais do proprietário da Casa Catrineta ou Casa Nau como ele lhe chamou nalguns dos seus escritos.

Janela de uma das divisões onde se encontra a exposição temporária "Impresões do Olhar", uma mostra de fotografias inéditas da sua autoria, durante a primeira metade do séc. XX, captadas em S. Pedro, Nazaré, Cortes, Leiria e Batalha.

Arco que dá passagem para um pátio de onde se avista uma paisagem de tirar a respiração.

Varanda lateral da Casa Catrineta.

7 comentários:

Justine disse...

Ora aí está mais uma sugestão tua que irei seguir um dia destes, porque não conheço.
By the way, a foto do arco está belíssima, com aquela luz no empedrado

Belisa disse...

Belas fotos e uma descrição que me aguça a vontade de ir visitar!
Obrigado.

beijo estrelado

AnaG. disse...

Algumas vezes, sentada na esplanada do António, ficava a olhar para aquela Casa.
Nunca lá entrei, mas acho que para a próxima ....entro mesmo...

Excelentes fotos....

Bom início de semana.
Beijitos

Maria disse...

Que passeio bonito... com fotos excelentes.
A segunda a contar de baixo é-me tão familiar, tão nazarena....

Um abraço

Anónimo disse...

Que lindo é S. Pedro de Moel em qualquer época do ano! Mas fora do Verão é ainda mais bonito. Valeu a pena o passeio, depois de uma tarde louca, não foi? E sempre se arranjou um local para estacionar o carro...
"Chefe"

Su disse...

gostei deste passeio...:)

jocas maradas de dias bons

redonda disse...

Estive lá pela 1ª vez no ano passado. Também por isso achei as tuas fotografias tão bonitas e especiais.